Aos vinte anos eu estou aqui com lembranças que nunca me abandonam que insistem em ficar ao meu lado, o medo de sair na rua e ser atacada por um louco, o medo de um dia falhar com o que os meus pais sonham pra mim, medo de perder tudo o que consegui, o amor de uma pessoa que acredita em ficarmos juntos para sempre e quem sabe isso seja verdade, o medo de tudo o que sonho, não se passar de um sonho que jamais vou realizar.

Mas afinal pra que falar desses medos se é mais fácil ignorá-los? O problema é que não consigo ignorar o fato de que um dia tudo o que está no passado poderá voltar e o que está no presente permaneça, como o que sinto agora uma inútil onde conseguiu transformar a vida “de alma nova” em uma vida que é vivida como se fosse uma alma velha sem perspectiva de alegria alguma.

Do ano passado pra cá minha vida mudou muito, do sonho de trabalhar apenas com o blog me veio o sonho de ter um futuro bancário, consegui sair de um estágio onde não fazia nada, mas tinha grandes amigos que mantenho até hoje a uma agencia (onde possuo amigos), mas que a responsabilidade se tornou gigante e o medo de errar não sai da minha cabeça.

Sinto saudades da época onde meu único problema era como eu iria colar na prova de química do prof. Leandro, onde o stress era com a minha chefe do estágio a Neuzinha (me incomodava muito com ela, mas não esqueço como me fez tornar a profissional que sou hoje), eu sei que o que passou se foi e o que resta são as lembranças mas se pudesse voltava no tempo só para não reclamar de coisas fúteis que hoje sinto falta.

É ridículo reclamar das responsabilidades e que isso é normal para qualquer um, mas não consigo me desprender daquilo que um dia foi pra mim o melhor e não soube dar valor.

Queria muito poder dizer eu sou feliz, mas não consigo, eu possuo tudo o que sempre quis um emprego Maravilhoso com um excelente salário, faço faculdade, Marketing amo, tenho um namorado que faz tudo por mim e um melhor amigo que sempre me houve e me ajuda (um paizão), mas a vida pra mim ultimamente não passa de uma mascara onde transpareço o que eu não sinto.

Me desculpem pelo desabafo…

Anúncios

Um comentário sobre “

Obrigada por comentar :)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s