A Banda da Semana: Robert Johnson

Então falando sobre música de verdade vamos puxar um dos melhores músicos da história do Blues, o melhor violonista de todos os tempos que foi a influência de muitas bandas de rock que deram muito certo, como The Rolling Stones, Eric Clapton e Led Zeppelin.

Robert Johnson nasceu em 1911, mesmo que essa data não sejá oficial pois não foi encontrado nenhum documento de registro que diga expressamente esse ano. Durante sua carreira, Robert Johnson gravou apenas 29 músicas em 40 faixas, 13 músicas foram gravadas duas vezes e suas músicas continuam sendo interpretadas por diversas bandas de rock n’ roll, entre elas The White Stripes, Led Zeppelin, Eric Clapton, Red Hot Chili Peppers  e The Rolling Stones.

A forma em que Robert Johnson atingiu a fama se deve ao fato dos mistérios que circulam sua morte. Em 1938 durante uma apresentação no bar “Tree Folks”, Johnson foi supostamente envenenado pelo dono do bar que havia colocado Estricnina (veneno para animais) em seu whisky pelo fato de Robert ter flertado sua mulher. O veneno não o matou, porém baixou sua imunidade fazendo com que morresse três dias depois de pneumonia em 16 de agosto de 1938.

O Mito.

Apesar desse relato existem outras formas para descrever a morte de Robert Johnson, a principal delas seria o suposto pacto que teria feito com diabo na encruzilhada  61 e 49 em Clarksdale, Mississippi com seu violão e uma garrafa de whisky adulterada. O diabo pegou seu violão e o afinou um tom abaixo, ensinando ele a tocar como pode ser ouvido nas gravações. Robert Johnson teria vendido sua alma ao diabo pela troca da habilidade de tocar violão. O mito ainda explica detalhes sobre ele ter saído desesperadamente do bar Tree Forks, sendo perseguido por cães pretos e foi encontrado com marcas de mordidas profundas, cortes em forma de cruz no rosto e seu violão intacto ao lado do corpo ensaguentado.Robert morreu de olhos abertos e uma expressão tranquila no rosto.

Esse mito foi espalhado por Son House e ganhou força devido às letras de algumas de suas músicas, como “Crossroads Blues”, “Me And The Devil Blues” e “Hellhound On My Trail”. O mito também é descrito no filme de 1986 Crossroads e no episódio 8, da segunda temporada da série Supernatural.

Robert Johnson também teria supostamente iniciado com o grande mistério da Maldição dos 27 anos, sendo ele o primeiro músico a morrer com essa idade dando o start inicial para morte de outros músicos como Jimi Hendrix, Janis Joplin, Kurt Cobain, Jim Morrison, Brian Jones e mais recentemente  Amy Winehouse.

Mito ou não, Robert Johnson ganhou muita fama por sua história e principalmente pelo seu talento se tornando um dos maiores músicos do mundo e considerado o mais importante do século XX. Para as técnicas de música de hoje talvez algumas pessoas achem um tanto normal as músicas de Robert Johson, porém ele foi um dos músicos de maior influência para o cenário do Rock N’ Roll e muitos dos classicos do rock são gratos a ele por sua inspiração e talento.

Andreos.C

FB:AndreosChrist

Anúncios

2 comentários sobre “A Banda da Semana: Robert Johnson

  1. Pingback: A Banda da Semana: Green Day | Cherry Snow
  2. É, realmente o Seu Johnson marcou bastante a história do Blues, conhecido por min como o Pai do Ozzy pela marca do Capetismo Oculto

Obrigada por comentar :)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s